(Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Excesso

Alimentação saudável e políticas públicas

“Cárie, diabetes, várias doenças crônicas, câncer e Alzheimer são exemplos de doenças causadas por um consumo excessivo de açúcar”

Por Camylla Evellyn

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que a população consuma até 25g de açúcar por dia. No entanto, muitas pessoas não respeitam essa orientação.

Bela Gil, bacharelada em nutrição pela Hunter Collage em Nova Yorque e chef de cozinha natural pelo Natural Gourment Institute, explica os perigos desse excesso.

“Se pensarmos que uma latinha de refrigerante tem 35g de açúcar, ou seja, 138% da quantidade de açúcar recomendada pela OMS, vamos perceber que muita gente consome açúcar em excesso todos os dias. Ele está presente nos lugares mais óbvios, mas também em lugares que a gente nem imagina: molho de tomate, molho para salada, pães, biscoitos, bolachas, embutidos, defumados e muitos outros”, pontua a especialista.

A nutricionista explica, ainda, que várias doenças são causadas por esses alimentos ultraprocessados. “Cárie, diabetes, várias doenças crônicas, câncer e Alzheimer são exemplos de doenças causadas por um consumo excessivo de açúcar”.

A chefe acredita ser necessário um trabalho conjunto para que a alimentação saudável seja acessível à toda população.

“Políticas públicas podem facilitar o acesso à alimentação saudável, incentivando os pequenos agricultores, restringindo o acesso a alimentos com impacto negativo (como os ultraprocessados) e também incentivando a educação alimentar das crianças. Apenas informações não é suficiente. Precisamos de leis que incentivem mudanças no consumo de alguns alimentos, assim como aconteceu com o cigarro”, avalia.

Todos os depoimentos da especialista foram retirados do Canal da Bela, seu canal no YouTube.

WhatsApp
Facebook
X
Telegram