(Foto: Reprodução/Internet)

Nota

Bispo se pronuncia após ameaças de morte

As autoridades irão investigar o caso

Por Camylla Evellyn

O Bispo Dom Ailton Menegussi, da Diocese de Crateús, se pronunciou sobre as ameaças de morte que sofreu em Tauá. Ele disse em carta que as ameaças foram feitas por familiares de um jovem que morreu meses após deixar o seminário.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública afirma que a Polícia Civil investiga a denúncia de ameaça contra os líderes religiosos. De acordo com Dom Ailton, as ameaças começaram há dez meses. Um Boletim de Ocorrência foi registrado.

Segundo padre Géu, pároco da comunidade que trouxe a primeira denúncia à tona, o Bispo e os outros quatro sacerdotes da região não frequentaram a comunidade durante o ano por conta das supostas ameaças.

Por meio de nota divulgada em seu perfil oficial do Instagram, a prefeita de Tauá, Patrícia Aguiar, repudiou as ameaças aos religiosos.

WhatsApp
Facebook
X
Telegram