Foto: Cristiano Mariz/O Globo

Cordialidade

Bolsonaristas protestam sobre abraço de Moro em Flávio Dino

A posse de Dino no STF deve acontecer no final do mês de fevereiro do próximo ano

O novo ministro do Supremo Tribunal Federal, Flávio Dino revelou nesta quinta-feira, (14/12), que “ficou feliz” com o abraço do senador Sérgio Moro (UB-PR) logo após reunião no Senado Federal. Moro participou da votação, como membro da Comissão de Justiça (CCJ).

Dino declarou que não tem informação do voto do ex-ministro da Justiça de Bolsonaro.

“O que achei importante é que houve um clima educado, gentil [durante a sabatina]. Só pode haver um novo desenho institucional do país na medida em que adversários políticos possam conversar e meçam suas palavras. Essa é uma espécie de pré-condição. Não fiquei incomodado [com o abraço do Moro]. Ao contrário, fiquei feliz. Fui colega do senador Sergio Moro há 25 anos. Mas o diálogo não depende só de mim”, disse Flávio Dino.

Protestos

Grupo de direita ligado ao Bolsonaro reagiram negativamente através das redes socias depois da circulção da imagem de Sérgio Moro abraçando o novo ministrodo STF, Flávio Dino.

Ainda durante a conversa com a imprensa, o ministro de Lula,explicou sobre o abraço.
“Eu fui até aí cumprimentá-lo, acho que é um dever de cordialidade e civilidade. Vossa Excelência me perguntou algo, eu achei graça e dei uma risada. Tiraram várias fotos, já está viralizando, como se isso representasse minha posição. Eu sempre deixei muito claro, eu tenho diferenças com o atual governo, e Vossa Excelência faz parte do atual governo. Tenho diferenças profundas, e tenho sido um crítico, inclusive da gestão de Vossa Excelência, mas não perderei a civilidade e acho que este país precisa disso, para que nós possamos diminuir a polarização”.

A posse de Dino no STF deve acontecer no final do mês de fevereiro do próximo ano.

Fonte: oantagonista

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram