(Foto: Casa Civil/Levi Aguiar)

Vacinação

Falta de vacinação podem trazer doenças já erradicadas

O Ceará já contabilizou, até a última quarta-feira (18/10), a aplicação de mais de 220 mil doses de vacinas em crianças e adolescentes menores de 15 anos

Por Camylla Evellyn

O governo do Ceará prorrogou até o próximo dia 31 de outubro a Campanha Nacional de Multivacinação. O Ceará contabilizou, até a última quarta-feira (18/10), a aplicação de mais de 220 mil doses de vacinas em crianças e adolescentes menores de 15 anos.

O objetivo é atualizar a situação vacinal do público-alvo, ampliar a imunização e reduzir os riscos da volta de doenças que já foram eliminadas ou controladas.

O governador Elmano de Freitas apelou para os pais, mães e responsáveis por crianças e adolescentes menores de 15 anos para levar os filhos para vacinar nos postos de saúde do Ceará.

De acordo com a coordenadora de Imunização da Sesa (Coimu), estão sendo fornecidas vacinas contra hepatite a, hepatite b, pentavalente, pneumocócica, vacina inativada poliomielite, vacina oral poliomielite, vacina rotavírus humano, meningocócica c, febre amarela, tríplice viral, DTaP (difteria, tétano e coqueluche), tetraviral, hpv, meningocócica acwy, além da covid-19.

Postos de atendimento

Além dos mais de 2.500 postos de vacinação no Ceará, para ampliar o atendimento em Fortaleza, a Sesa em parceria com as demais Secretarias de governo, as unidades do Vapt Vupts Antônio Bezerra e Messejana, Cidade Mais Infância e a Estação das Artes abriram aos sábados para atender ao público-alvo.

WhatsApp
Facebook
X
Telegram