Proteção

Governo do Ceará amplia rede de atendimento às mulheres em situação de violência e orienta que a população denununcie eventuais casos

Os dados são da Secretaria das Mulheres do Ceará

Aumentaram os casos de prisões em flagrante no Ceará por feminicídio em 2023 em relação ao ano anterior. Foram 57 casos ano passado contra 40 em 2022.

Em relação ao descumprimento de medidas protetivas determinadas pela Justiça com base na Lei Maria da Penha foram 3429 em 2023 contra 2474 em 2022. Os dados são da Secretaria das Mulheres do Ceará.

A maioria das denúncias de violência contra a mulher foram recebidas pela Polícia Civil ou pelas Casas da Mulher Brasileira ou Casas da Mulher Cearense, equipamentos que oferecem apoio às vítimas de violência no Ceará e estão em Fortaleza e no interior.

WhatsApp
Facebook
X
Telegram