(Foto: Internet/Reprodução)

Deficiência

Insuficiência de repasse prejudica Centro de Oncologia

O equipamento enfrenta crise por conta da queda de repasses

Por Camylla Evellyn

O Centro Regional Integrado de Oncologia informou que continua com os atendimentos por intermédio do SUS com a capacidade 30% abaixo do ideal. Segundo a unidade, que é uma das principais do Estado em tratamento oncológico, apesar de haver capacidade para receber novos pacientes, o serviço está impossibilitado devido à insuficiência de repasses orçamentários.

Atualmente, a unidade de Saúde tem capacidade de atender 20 mil pacientes por mês. Desde o primeiro semestre de 2023, o equipamento enfrenta crise na oferta de serviços iniciais decorrente de uma redução de 20% do teto orçamentário mensal pela Secretaria da Saúde de Fortaleza.

Anualmente, segundo a pasta, são recebidos cerca de 21 milhões de reais em recursos federais. contudo, há um déficit de 45 milhões de reais com os estabelecimentos de saúde da capital. na ocasião, a Secretária de Saúde do Ceará ainda prestou esclarecimentos quanto ao chamamento público para a rede de oncologia, que prevê um investimento de 12 milhões de reais em unidades de alta complexidade em oncologia. de acordo com a sesa, as unidades de saúde têm até esta sexta-feira, 20 de outubro, para se credenciarem e/ou regularizarem a documentação indeferida submetida.

Segundo informado, o Centro de atendimento já está credenciado e, após concluído o processo, deve receber o repasse que será distribuído em um período de 12 meses.

WhatsApp
Facebook
X
Telegram