Imagem: PMF

Avanço

Investimentos na rede de Saúde de Fortaleza alcançam mais de R$ 1 bilhão em 2023

Com uma cobertura atual de 73,5%, o Município conta com 497 equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF) com 532 médicos.

Em reunião da Comissão de Saúde e Seguridade Social, a Secretaria Municipal de Saúde apresentou as ações desenvolvidas pela gestão com um investimento de mais de R$ 1 bilhão.

Em apresentação do Relatório Detalhado do 2º Quadrimestre 2023 na Comissão de Saúde e Seguridade Social da Câmara Municipal de Fortaleza nesta quarta-feira, 11, o secretário de Saúde, Dr. Galeno Taumaturgo, e equipe técnica destacaram as ações em desenvolvimento na Capital e os desafios da gestão para a área. A prestação de contas ressaltou os investimentos em Educação Permanente e Programas Especiais, Vigilância à Saúde, Atenção Primária, Atenção Ambulatorial Especializada e Psicossocial, Atenção Pré-Hospitalar e Hospitalar e Assistência Farmacêutica.

Em análise dos valores implementados pela Prefeitura de Fortaleza, o município ultrapassou os 15% preconizados pela Constituição, seguindo a Lei de Responsabilidade Fiscal, superando o mesmo período em 2022. Com isso, a Saúde já recebeu o equivalente a 26,24% dos recursos do Executivo, cerca de R$ 1 bilhão.

Dr. Galeno Taumaturgo destacou o compromisso da gestão e dos profissionais que integram a rede de saúde na implementação das políticas públicas e no planejamento de ações para atender as demandas da população. O gestor evidenciou os avanços na Saúde, mas que a SMS atua de forma constante no aprimoramento dos programas e serviços prestados ao cidadão.

Na apresentação por setor, técnicos falaram das ações em andamento e os desafios de cada área para 2023. Na atenção primária, o relatório destaca a inauguração de duas Salas de Apoio à Mulher que Amamenta/Posto de Coleta de Leite Humano – na UAPS César Cals e João Barbosa Pires de Paula Pessoa; ampliação do programa Segunda Opinião com ginecologista obstetra; e implantação do Comitê do Câncer de Boca em Fortaleza.

Dentre os desafios apontados estão: a Campanha de Multivacinação para crianças e adolescentes; implantação das 06 Farmácias Polo; implantar a entrega de medicamentos em domicílio para os pacientes com Lesão Medular; elaborar e publicar o Guia Fitoterápico; inauguração da nova estrutura do Hospital Distrital Edmilson Barros de Oliveira – Frotinha de Messejana

O presidente da Comissão, vereador Raimundo Filho (PDT), reforça a importância do momento no fortalecimento das ferramentas de transparência e fiscalização. Segundo o parlamentar, o diálogo constante com a gestão tem sido uma rotina do colegiado.

Vigilância Epidemiológica

Na área foram destaques a redução de 84% nos casos de Dengue e de 99% nos casos de Chikungunya e o marco de 10 anos sem pico de epidemias de dengue. No ambiente das UAPS a organização do curso sobre Salas de Situação para capacitar os profissionais das Equipes de Saúde da Família, além da intensificação das análises de casos através dos Comitês de investigação municipais em relação a óbito materno, infantil, por arboviroses, tuberculose, Covid-19 e Sífilis.

As metas alçadas pelo Município também foram elencadas na apresentação e que, como atentou o secretário Dr. Galeno, mostra o caminho a ser percorrido pela gestão na execução das ações. No acompanhamento de crianças vulneráveis de 0 a 5 anos, Fortaleza alcançou 85,4% de um público estimado de 86%. Já na política de Avaliação Multidimensional da Pessoa Idosa, com uma meta de 30%, o alcance foi de 40%.

Com uma cobertura atual de 73,5%, o Município conta com 497 equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF) com 532 médicos.

WhatsApp
Facebook
X
Telegram