Denúncia

Mauro Cid confirma delação premiada ao STF

A PF aceitou a proposta de delação premiada do ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro.

O tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordem do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), esteve com seu advogado Cezar Bittencourt no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira, (6/9). Na ocasião, Cid entregou uma proposta de delação premiada.

O pedido já está na mesa do ministro Alexandre de Moraes.

Moraes vai analisar se homologa ou não a delação.

Segundo a jornalista Andréa Sadi, a Polícia Federal aceitou fechar o acordo.

Acusações

O ex-ajudante de ordem de Jair Bolsonaro é acusado de participar da venda ilegal de joias doado ao governo Bolsonaro por delegações estrangeiras em viagens oficiais. Além de participar de uma suposta fraude de carteira de vacinação do ex-presidente da República e sua filha de 12 anos. Cid também tem outras acusações, como envolvimento sobre um possível golpe de estado.

WhatsApp
Facebook
X
Telegram