Reprodução

Eleições 2024

Nove nomes devem disputar à Prefeitura de Caucaia; confira

Até o momento o prefeito Vitor Valim não revelou o nome do seu sucessor

A corrida eleitoral em Caucaia começou antes do prazo normal para lançamento de candidaturas.

Com a desistência do prefeito Vitor Valim (PSB) em disputar à reeleição, os partidos políticos começaram a lançar seus nomes à Prefeitura.

O vice-prefeito Deuzinho Filho (União Brasil) foi o primeiro a entrar na disputa. Deuzinho se tornou adversário político antes da eleições estaduais. O vice-prefeito tem o apoio do deputado estadual Felipe Mota(UB). Felipe foi chefe de gabinete de Vitor Valim e votado em Caucaia.

Em seguida veio o coronel Aginaldo Oliveira (PL), candidato derrotado para Câmara dos Deputados. Aginaldo aparece como o representante de Bolsonaro no município.

O ex-prefeito Naumir Amorim (PSD) não aceitou sua derrotado nas eleições de 2020, quando perdeu para Vitor. Agora pretende voltar como uma candidatura alternativa.

Assim pensa José Gerardo Arruda, filiado na última sexta-feira, (12/1), ao PDT. Ele pretende voltar com o apoio do grupo do ex-ministro Ciro Gomes.

A deputada estadual Emília Pessoa (PSDB) entra na concorrência como a parlamentar do município.

O vereador Vanderlan Alves (UB) aparece como substituto da base do prefeito.

Correndo por fora, aparece Luizianne Lins, que busca apoio do PT e o presidente da Câmara, Tanilo Menezes com apoio do MDB de Eunício Oliveira.

Para completar o quadro de postulantes, apareceu o ex-prefeito Washington Gois, que teve seu processo arquivado pela Justiça Federal do Ceará.

Caucaia é o segundo maior colégio eleitoral do Ceará, com mais de 200 mil eleitores.

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram