(Foto: REUTERS/Yves Herman)

Temperatura

ONU alerta: aquecimento global pode chegar a quase 3ºC

O Acordo de Paris previa 1,5ºC no limite de aquecimento do planeta

De acordo com o Relatório Anual de Lacuna de Emissões 2023, do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), as metas esperadas no Acordo de Paris estão cada vez mais difíceis de serem alcançadas.

O Acordo de Paris previa 1,5ºC no limite de aquecimento do planeta. No entanto, para atingir essa meta seria necessário reduzir em 42% as emissões de gases de efeito estufa até o ano de 2030. Se a redução for de 28%, o aquecimento global chegaria a 2ºC.

Segundo os dados divulgados nesta segunda-feira (20/11), em vez de as emissões globais baixar, aumentaram 1,2% de 2021 a 2022. Isso resultou em “um novo recorde de 57,4 gigatoneladas de Dióxido de Carbono”. Cada gigatonelada equivale a 1 bilhão de toneladas.

Conforme a Organização das Nações Unidas (ONU), foram registrados 86 dias com temperaturas 1,5°C acima dos níveis pré-industriais até o início de outubro de 2023. Já o mês de setembro, foi o mais quente já registrado, com temperaturas médias globais 1,8°C.

Entre as principais conclusões do relatório de 2023, está que os países devem ter como objetivo eliminar quase totalmente a produção e uso de carvão até 2040. Aliado a isso, torna-se necessário uma redução na produção e uso de petróleo e gás de, no mínimo, três quartos até 2050 a partir dos níveis de 2020.

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram