(Foto: Reprodução/Vídeo)

Manifestação

Aratuba: população faz carreata após abertura de investigação que pode cassar o prefeito

A Câmara Municipal de Aratuba aprovou, com 6 votos favoráveis e 2 contrários, a abertura do processo de cassação contra o prefeito Joerly Vitor e o vice-prefeito, Chico Abel

Por Camylla Evellyn

A Câmara Municipal de Aratuba aprovou, com 6 votos favoráveis e 2 contrários, a abertura do processo de cassação contra o prefeito Joerly Vitor e o vice-prefeito, Chico Abel. O objetivo é uma suposta infração político administrativa. A votação foi realizada durante sessão no plenário da Casa Legislativa, nesta terça-feira (24/10).

Diante das circunstâncias, Joerly Vitor, através da secretária de Educação, Simônica Viana, divulgou uma nota oficial, nesta quarta-feira (25/10), negando as acusações de superfaturamento na aquisição de água mineral para as escolas do município.

“Não houve, de forma alguma, prejuízo ao erário com a aquisição das águas, objeto de questionamento”, afirmou o prefeito.

Na nota, o prefeito declarou que o valor de R$ 14,80 foi pago por cada fardo de garrafas de água mineral sem gás em garrafa de 500ml. “Em momento algum foi pago a qualquer empresa fornecedora da atual gestão esse valor em uma unidade de garrafa de água de 500ml, mas sim em um fardo com 12 unidades”, explicou.

Apesar da decisão da Câmara, que deixou um clima tenso no município nas horas que se seguiram à votação, apoiadores do prefeito e do vice se manifestaram em uma carreata que percorreu as ruas da cidade.

WhatsApp
Facebook
X
Telegram