Reprodução

Retorno

Professores de Fortaleza encerram greve

As aulas devem retornar nesta quinta-feira, (8/1)

Os professores da rede municipal decidiram na manhã desta quarta-feira, (7/2), suspender as paralisações. Os profissionais vão continuar com os protestos mensais até conseguir outras demandas da categoria. Eles alegam que o prefeito de Fortaleza não atendeu todas as reivindicações.

Os representantes do Sindiute elaboraram um calendário de mobilização.

•Total incorporação dos 14,5% restantes da regência de classe

  • Licença-prêmio e anuênio para os professores aprovados no concurso de 2022
  • Inclusão dos funcionários de escola no Plano de Cargos, Carreiras e Salários
  • Aplicação da CLT aos professores substitutos
  • Reajuste complementar de 7,64%
  • Reintrodução de cargos de técnicos em educação eliminados anteriormente.

Conquistas

O reajuste de 4,62% (3,62% em janeiro e o restante, mais 0,965%, aplicado a partir de junho), a incorporação de 5,5% da regência de classe ao salário base dos professores e o ajuste de 10% no auxílio alimentação, os educadores deliberaram pela criação de estratégias para dar continuidade à luta pelas demandas não atendidas pela Prefeitura nesta primeira fase de negociações.

Como medida imediata, projetos de lei serão enviados à Câmara Municipal de Fortaleza. A primeira proposta abordará a reintegração da licença prêmio e do anuênio para todos os servidores, começando a tramitar nesta semana.

As aulas devem retornar nesta quinta-feira, (8/1).

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram