Foto: Elon Nepomuceno e Cláudio Rocha

Imunização

Secretaria da Saúde do Ceará intensifica vacinação contra covid-19; confira

O Ceará contabilizou, neste ano, 19.136 casos de covid-19 e 77 óbitos

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) realizou, nesta sexta-feira (1°), coletiva de imprensa acerca da cobertura vacinal contra a covid-19 no Estado e o atual cenário epidemiológico da doença. Com o objetivo de ampliar a vacinação em todo o território cearense, a Sesa mobiliza os municípios para reforçar a imunização.

Entre os dias 4 e 15 de dezembro, os Vapt Vupt Antônio Bezerra, Messejana e Papicu, em Fortaleza, estarão abertos para vacinar a população das 8h às 17h. Os postos de saúde também funcionarão na capital e no interior do Estado.

“Contamos com a participação da população cearense, porque a vacinação ainda é a melhor forma de proteger as pessoas contra a doença. Os pais também podem aproveitar a oportunidade para atualizar o calendário vacinal dos filhos com outros imunizantes disponíveis. Vacinas são seguras e salvam vidas”, frisou a titular da Saúde, Tânia Mara Coelho.

O secretário executivo de Vigilância em Saúde da Sesa, Antonio Silva Lima Neto (Tanta), destacou a importância de melhorar a cobertura vacinal no Estado, sobretudo entre crianças com idade de seis meses a quatro anos. “Nessa faixa etária, só 32% tomaram a primeira dose. Isso quer dizer que quase 70% das crianças não receberam nenhuma dose contra a covid-19. Precisamos pedir o apoio da sociedade para protegê-las e combater a desinformação sobre as vacinas”, explica.

Com relação à vacina bivalente, o índice de cobertura na população em geral é de 17,1% no Ceará. “A atualização vacinal, especialmente com a bivalente, não protege as pessoas somente contra o vírus original da covid-19. A bivalente é capaz de produzir anticorpos contra a Ômicron e novas subvariantes decorrentes dela”, aponta o gestor.

Cenário epidemiológico
O Ceará contabilizou, neste ano, 19.136 casos de covid-19 e 77 óbitos. Entre os dias 1 e 30 de novembro, 2.809 pessoas foram diagnosticadas com a doença. Os dados refletem o resultado de testes rápidos e de exames RT-PCR realizados em todo o território cearense.

Na última semana, o Laboratório Central de Saúde Pública do Ceará (Lacen-CE) analisou 1.368 testes RT-PCR para covid-19. O índice de positividade verificado foi de 34,4%, com 470 casos confirmados. O aumento da positividade pode estar associado à circulação de variantes do vírus no Estado, em especial a EG.5, JN.1 e BA.2.86.1, que são subvariantes da Ômicron.

A secretária da Saúde ressaltou que o Estado está em vigilância. “O Lacen-CE exerce um papel fundamental para acompanhar as novas cepas e realizar o monitoramento da rede hospitalar. Hoje, o que vemos é um aumento de casos com um quadro leve, sem impacto na assistência prestada pelas unidades de saúde. Com isso, é fundamental a população reforçar as medidas de prevenção à covid para evitar a infecção e também o agravamento da doença”, destacou Tânia Mara Coelho.

A Sesa recomenda que a população e trabalhadores da saúde completem seu esquema vacinal e adotem o uso de máscaras em unidades de saúde e em casos de sintomas gripais. Também é fundamental que as pessoas sintomáticas procurem atendimento médico e realizem testes quando houver recomendação do profissional de saúde.

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram