Foto: redes sociais

Democracia

Justiça Eleitoral aprova por unanimidade saída de Evandro Leitão do PDT

Dois partidos disputas sua filiação, PSB e o Partido dos Trabalhadores

O deputado estadual Evandro Leitão, atual presidente da Assembleia Legislativa do Ceará (PDT), comemorou a informação que o Tribunal Eleitoral do Ceará (TRE-CE) decidiu nesta segunda-feira, (30/10), por unanimidade sua desfiliação do PDT.

Evandro Leitão usou suas redes sociais para relatar sua alegria. Ele classificou a decisão como ” uma vitória do bom senso e da democracia”.

“A Justiça Eleitoral compreendeu, de forma unânime, que meu pedido de desfiliação do PDT é legítimo, por estar respaldado na carta de anuência referendada pela maioria do diretório estadual do partido e nos fatos que comprovam que fui tratado de forma diferenciada pela legenda durante o pleito de 2022, sendo o único candidato eleito a não receber verba do fundo partidário”, escreveu.

O parlamentar ressaltou que seu compromisso é continuar comandando a Alece.

“A Justiça Eleitoral compreendeu, de forma unânime, que meu pedido de desfiliação do PDT é legítimo, por estar respaldado na carta de anuência referendada pela maioria do diretório estadual do partido e nos fatos que comprovam que fui tratado de forma diferenciada pela legenda durante o pleito de 2022, sendo o único candidato eleito a não receber verba do fundo partidário”, escreveu.

O parlamentar ressaltou que seu compromisso é continuar comandando a Alece.

“Olho para frente reafirmando que meu foco é seguir trabalhando na presidência da Assembleia Legislativa do Ceará (Alece) com a missão de tornar o Parlamento cearense ainda mais acessível à população”, completou.

Em relação a sua nova sigla, não revelou.

“Meu futuro partidário será decidido com muita tranquilidade, respeitando os processos e considerando minhas identificações ideológicas, pessoais e o projeto político do qual faço parte”, finalizou.

Futuro político

Evandro Leitão não esconde seu desejo de disputar à Prefeitura de Fortaleza. Vontade que tem o apoio do senador, hoje ministro da Educação, Camilo Santana (PT) e do governador Elmano Freitas (PT).

Dois partidos disputas sua filiação, PSB e o Partido dos Trabalhadores.

WhatsApp
Facebook
X
Telegram