(Foto: Mateus Lotif)

Apoio total

Para técnico do Fortaleza, crise na torcida pode afetar time em partida decisiva

O rompimento foi anunciado de forma oficial nesta sexta-feira

Camylla Evellyn

O Fortaleza fará uma das partidas mais importantes da sua história na próxima terça-feira (03/10). Pelo segundo confronto da semifinal, o Leão enfrenta o Corinthians para disputar uma vaga na grande final da Sul-Americana.

Fora dad quatro linhas, uma crise entre as torcidas organizadas por afetar o rendimento do time. Essa é a visão do técnico Juan Pablo Vojvoda. Em entrevista coletiva neste sábado (1°/10), após o empate por 1 a 1 contra o Grêmio, na Arena Castelão, o técnico pediu que as diferenças fossem deixadas de lado, pois o tricolor de aço vai precisar de todo o apoio vindo das arquibancadas, o que foi marca durante toda a participação do Fortaleza na competição continental.

Entenda

A diretoria do Fortaleza Esporte Clube divulgou uma nota neste sábado, (30/09), anunciando o rompimento institucional com as torcidas organizadas TUF e JGT. A decisão foi tomada depois dos atos de violência organizados pelos dois grupos na partida contra o Corinthians, na última terça-feira, (26/09).

Entre uma das medidas está a proibição da utilização da marca Fortaleza Esporte Clube por parte das torcidas.

Essa proibição acontece após o segundo confronto entre os torcedores do time em menos de uma semana.

Durante a partida na Neo Química Arena, em São Paulo, antes do início do jogo, grupos organizados da equipe entraram em confronto na arquibancada pela Copa Sul-Americana. A confusão mais recente, foi na sexta, em frente da sede do Fortaleza, no Bairro Pici.

WhatsApp
Facebook
X
Telegram